28 Set
Viseu

São João da Pesqueira

Espancamento mortal em Vilaroco: Alegado homicida em silêncio em tribunal 

por Redação

15 de Setembro de 2020, 14:20

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O homem, de 32 anos, que é suspeito de ter morto no verão do ano passado à pancada um indivíduo, de 50 anos, em Vilarouco, no concelho de São João da Pesqueira, remeteu-se ao silêncio na primeira sessão do julgamento por homicídio que está a decorrer no Tribunal de Viseu. 

O alegado homicida disse ao coletivo de juízes que não está disponível, pelo menos nesta fase do processo, para prestar declarações. 

O caso remonta a 28 de julho de 2019, altura em que a vítima abordou o arguido por este lhe dever dinheiro junto a um café em Vilarouco. 

O homem mais velho acabou por ser violentamente agredido, sofrendo fortes pancadas na cabeça. Morreu a caminho do SUB de Moimenta da Beira, onde iria receber assistência médica. 

O suspeito, depois do crime, deslocou-se para França onde tinha negócios, tendo sido detido um mês depois numa unidade hoteleira da cidade do Porto. 

A primeira sessão do julgamento ficou ainda marcada pelos testemunhos de dois militares da GNR e de um inspetor da Polícia Judiciária, que confirmaram as agressões de que a vítima foi alvo, contando que esta estava em agonia quando chegaram ao local.   

Também a filha da vítima, de 24 anos, contou que o pai lhe tinha dito várias vezes que era maltratado pelo ex-patrão. Disse que o arguido não lhe dava comida, que o explorava e que numa situação o pai magoou-se no trabalho, em França, e que nem sequer recebeu assistência médica. 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts