Geral

04 de 03 de 2024, 18:43

Diário

Obras obrigam a encerramento do Museu Nacional Grão Vasco durante três semanas

Intervenções são no interior do edifício. Odete Paiva espera reabrir o museu a tempo da Páscoa e promete duas novas exposições temporárias

Museu Grão Vasco viseu

O Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu, encerra a partir desta terça-feira (5 de março) e até 22 de março para obras de reabilitação no interior do espaço museológico.

As obras no Museu estão na segunda fase e contam com um investimento de mais de 1,2 milhões de euros, apoiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Ao Jornal do Centro, a diretora Odete Paiva adianta que o fecho acontece agora porque não se conseguiu conciliar as visitas do público com o decorrer dos trabalhos.

“Até agora não houve necessidade de encerrar o Museu porque fomos compatibilizando com o período em que temos menos visitantes”, explicou, esperando que os trabalhos sejam rápidos. O que temos feito é fechar algumas zonas do Museu e irmos intervencionando, mas tentando manter a maior normalidade possível no resto do espaço para que as pessoas possam visitar. Ainda ontem (domingo), tivemos cerca de 200 pessoas no Museu", acrescentou.

Em causa estão intervenções em áreas como a receção, a loja e as casas de banho públicas, além das salas de exposição, depois dos claustros já terem sido intervencionados.

“Estamos com 20 anos de funcionamento sem o Museu ter sido pintado, sem as paredes terem sido tratadas e sem terem sido resolvidas as questões que vão surgindo com este período de tempo. Estamos a tratar desta reabilitação interior que começou no claustro e que passa pelas salas de exposição, pela receção, pelas casas de banho, pela loja do Museu e pelas áreas destinadas ao público, pelo piso -1 onde temos o laboratório e a reserva, e pelas áreas do pessoal”, disse Odete Paiva.

Segundo a diretora, e durante esta intervenção, grande parte das obras de arte foi levada para a reserva do Museu e outras condicionadas em caixas especiais.

As obras decorrem desde dezembro de 2022, quando foi executada a primeira fase que envolveu a substituição do sistema de climatização. A segunda fase, a da reabilitação do interior, avança agora 20 anos depois da inauguração da última grande obra realizada no Museu e que teve a assinatura do arquiteto Eduardo Souto Moura.

Já a terceira e última fase das obras vai envolver a atualização dos sistemas de videovigilância, intrusão e incêndio e a instalação do Wi-Fi em todas as áreas do Museu.

O espaço vai manter-se fechado até 22 de março, reabrindo no dia seguinte. A diretora quer aproveitar a semana antes da Páscoa, altura em que o local recebe “muitos visitantes nacionais e estrangeiros”, para apresentar um museu “mais bonito, mais pintado, com as casas de banho funcionais e com algumas salas já renovadas, ainda que não com grandes alterações nesta fase”.

Entre as novidades que vão ser desvendadas está uma nova ala de pintura europeia no primeiro piso. As novas obras que vão integrar a galeria foram entregues graças a uma doação. “São pinturas de primeiríssima linha, portanto acho que vai ser uma ótima galeria que vamos criar”, frisou Odete Paiva.

Quanto a exposições temporárias, o Museu Grão Vasco vai receber brevemente duas mostras, uma delas vai abrir no início de maio.