Carlos Eduardo

30 de 05 de 2023, 13:03

Desporto

Remates, bolas ao cesto, patins a rolar e combates. Viseu transformou-se em 'cidade olímpica'

Ruas e praças de Viseu transformadas em pavilhões, dezenas de crianças e jovens a praticar desporto ao longo da cidade. Fernando Ruas diz que atividades demonstram que Viseu é "cidade feliz". Associação Portuguesa das Cidades Europeias do Desporto surpreendida com a mobilização das pessoas

Fotógrafo: Jornal do Centro

A cada rua, uma modalidade, em cada beco, uma atividade. A frase a fazer lembrar a 'Grândola', de Zeca Afonso, ilustra bem o que a cidade de Viseu viveu esta terça-feira, 30 de maio.

A capital de distrito recebe os observadores internacionais da Associação das Capitais e Cidades Europeias do Desporto, no âmbito da candidatura que o município apresentou em agosto do ano passado para ser a Cidade Europeia do Desporto em 2024.

Viseu quer ser a rainha das cidades do desporto a nível europeu e 37 clubes a que se juntou a equipa da Atividade Sénior, promovida pelo município, foram marcando presença rua após rua. Cerca de 200 participantes, dos quais 150 jovens e 50 adultos praticaram diversas modalidades desportivas.

O percurso fez-se pelo 'casco velho' da cidade de Viriato que ganhou vida. Foram várias as janelas abertas. Do lado de dentro, olhares de espanto. É raro por ali passarem crianças e jovens. Sobretudo a praticar desporto.

A Rua Direita, por exemplo, vestiu-se de 'pavilhão' e reuniu ténis de mesa e provas de atletismo e ciclismo. A Rua do Hilário foi palco de jogos tradicionais.

O rei D. Duarte tornou-se anfitrião da patinagem artística e do hóquei em patins. Ao fundo da Praça houve demonstração de dança que conseguiu captar um dos observadores internacionais que tentou acompanhar o grupo.

Os técnicos tiveram ainda oportunidade de visitar a exposição temporária "Xadrez em Viseu" patente no Museu da Misericórdia. Em frente ao templo, um tabuleiro gigante serviu para a diversão das crianças.

Até o Museu Grão Vasco entrou no roteiro com uma partida do jogo da malha. O vereador do desporto no município, Pedro Ribeiro e o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas tentaram a sua sorte e pontaria no pátio do espaço museológico.

No roteiro, não ficou esquecido o desporto adaptado. Destaque para o boccia, jogado na Fonte das 3 Bicas e para um trampolim instalado no Largo Pintor Gata. A escalada foi também incluída com uma subida à Porta do Soar, em Viseu. A última paragem do roteio foi feita junto à Igreja de São Sebastião, com os idosos da Atividade Sénior a mexerem-se pela saúde.

No final, o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, frisou que o percurso demonstrou que "a cidade se preparou ao longo dos anos para, finalmente, ter o reconhecimento" de ser cidade Europeia do Desporto. "Quisemos sensibilizar as nossas visitas para verem o que se faz cá. O propósito é demonstrar que estamos a construir uma cidade feliz. Cuidamos da alma, do espírito, mas também do corpo", vincou.

Aos jornalistas, o autarca voltou a lembrar que o desporto adaptado tem lugar em Viseu. "É um gosto saber que o desporto adaptado tem em Viseu os melhores atletas nacionais. O Mário Trindade é um bom exemplo, mas há mais. Fomos durante muito tempo quem melhor praticou boccia no país. Somos uma referência até pelo número de equipamentos que temos. Seguramente que os nossos convidados ficarão admirados porque Viseu é das cidades mais bem cobertas e que melhor resposta dá a estes cidadãos"

O presidente da Associação Portuguesa das Cidades Europeias do Desporto, Nuno Santos clarificou que a vinda a Viseu acontece "para avaliar a candidatura de Viseu a cidade europeia do desporto".

"Fiquei surpreendido pela mobilização das pessoas e com a vontade que o município teve com os clubes de nos demonstrar que é uma cidade do desporto", confessou o responsável.

Durante os dois dias, os observadores vão estar em vários pontos da cidade para ver os programas e projetos que a autarquia tem desenvolvido e que promovem a prática desportiva e a atividade física, com foco especial nos mais jovens. A nível europeu são cerca de 60 cidades candidatas e, em Portugal, Viseu foi a cidade que avançou com a candidatura.